Uso de cookies

As cookies são ficheiros que se instalam no dispositivo onde navega (computador, telemóvel, etc.), para registar a sua actividade, sempre que visita esta página web. Nesta página, usamos diferentes tipos de cookies:

- "cookies próprias", de personalização, publicitárias e comportamentais que não reconhecem quem é, nem danificam o seu dispositivo, apenas identificam e reconhecem este último, permitem aceder mais rapidamente, mantêm a segurança da sua área pessoal, memorizam as suas preferências e personalizam o conteúdo e a publicidade do sítio web, da forma mais adequada para si e de acordo com as suas preferências.

- "cookies de terceiros", que nos permitem contabilizar o número de visitas que recebemos em cada página e fazer análises estatísticas anónimas, para melhorar o nosso serviço.

Para saber mais, consulte a nossa Política de Cookies, onde encontrará também informação para ajudar a desactivar/activar os cookies, no seu navegador. Se o seu navegador não aceitar cookies por defeito, a sua experiência de navegação e uso desta página pode ser limitada e não funcionar correctamente, por exemplo: o registo e o login e outros serviços e funções, como vídeos, fotos, partilhas, participar em promoções, etc., poderão não funcionar bem.

Compreendemos que se marcar ACEITO ou continuar a navegar pelo nosso sítio web, está a aceitar que podemos alojar e utilizar estes tipos de cookies, no dispositivo onde navega.

Como um edulcorante é aprovado para uso em alimentos e bebidas na Europa?

Caterina
Silves

A autorização e as condições de utilização de todos os aditivos, incluindo os edulcorantes, são regulamentados pela UE. Os pedidos de aprovação de edulcorantes devem conter ensaios de segurança exaustivos sobre o uso do edulcorante e apresentar um dossiê com todos os detalhes técnicos para a avaliação.

Uma vez recebida toda essa informação e, em caso afirmativo, a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) determina a sua Ingestão Diária Aceitável (ADI). A ADI estabelece a quantidade que pode ser consumida diariamente durante toda a vida.

Na sequência da publicação de um parecer científico favorável da EFSA, a Comissão Europeia elabora um projecto de proposta de autorização. A obtenção assegura que o edulcorante seja totalmente seguro e que seja permitido no mercado da União Européia.

    Scroll To Top