Uso de cookies

As cookies são ficheiros que se instalam no dispositivo onde navega (computador, telemóvel, etc.), para registar a sua actividade, sempre que visita esta página web. Nesta página, usamos diferentes tipos de cookies:

- "cookies próprias", de personalização, publicitárias e comportamentais que não reconhecem quem é, nem danificam o seu dispositivo, apenas identificam e reconhecem este último, permitem aceder mais rapidamente, mantêm a segurança da sua área pessoal, memorizam as suas preferências e personalizam o conteúdo e a publicidade do sítio web, da forma mais adequada para si e de acordo com as suas preferências.

- "cookies de terceiros", que nos permitem contabilizar o número de visitas que recebemos em cada página e fazer análises estatísticas anónimas, para melhorar o nosso serviço.

Para saber mais, consulte a nossa Política de Cookies, onde encontrará também informação para ajudar a desactivar/activar os cookies, no seu navegador. Se o seu navegador não aceitar cookies por defeito, a sua experiência de navegação e uso desta página pode ser limitada e não funcionar correctamente, por exemplo: o registo e o login e outros serviços e funções, como vídeos, fotos, partilhas, participar em promoções, etc., poderão não funcionar bem.

Compreendemos que se marcar ACEITO ou continuar a navegar pelo nosso sítio web, está a aceitar que podemos alojar e utilizar estes tipos de cookies, no dispositivo onde navega.

É verdade que um estudante universitário morreu por intoxicação por dióxido de carbono como resultado de um consumo excessivo de Coca-Cola?

Joao
Faro

O uso de dióxido de carbono em alimentos e bebidas é totalmente seguro

 

Este é um mito urbano. O dióxido de carbono é adicionado Coca-Cola para a tornar gaseificada. Quando se bebe, o dióxido de carbono sai do corpo de várias formas. Uma parte é expelida por eructação (arroto). A restante é absorvida no sangue através do sistema digestivo e, depois expelida pelos pulmões, tal como o dióxido de carbono que o nosso corpo produz naturalmente. E há ainda algum dióxido de carbono que atravessa o aparelho digestivo sem ser absorvido. A utilização de dióxido de carbono foi revista pelas autoridades reguladoras em todo o mundo e confirmada como sendo segura.

    Scroll To Top